Ídolos

Quando comecei a gostar de corridas e acompanhar algumas competições, mesmo mais novo, aprendi a admirar a história de muitos pilotos. É incrível até onde o foco e a dedicação são capazes de nos levar. Tenho ídolos que me inspiram a ser o melhor piloto que posso ser, mas também um melhor ser humano. Selecionei alguns que são inspirações para minha carreira:

Ayrton Senna

O maior ídolo da Fórmula 1 que o Brasil já teve e até hoje considerado um dos melhores pilotos do mundo. Senna foi três vezes campeão mundial, nos anos de 1988, 1990 e 1991 e vice-campeão em 1989 e 1993. Graças a tantas conquistas, popularizou ainda mais o esporte no País. Infelizmente, em 1994, ele morreu em decorrência de um acidente enquanto competia na pista de Ímola, na Itália. Sempre será exemplo de superação, garra e dedicação.

Quanto entrou na Fórmula 1, em 1983, como piloto de testes pela Williams, foi difícil encontrar portas abertas. Conseguiu finalmente um carro, através da Toleman, que apostou no piloto! Foi quando ele começou a marcar pontos e mostrou que iria entrar para história.

Com corridas diferenciais, numa época onde não havia tanta tecnologia como hoje, ele conseguiu se destacar pela sua audácia, principalmente na chuva, era chamado inclusive de “Rei da Chuva”ou “Rei de Mônaco”. Quem acompanhou suas corridas, lembra com carinho todas as suas manobras.

Desde a época que competia de kart, em 1973, Senna sempre fazia diferente. Tinha corridas consideradas milagrosas e cheia de fatores externos, que pareciam não atrapalhar em nada seu rendimento. Ele tinha gana de vencer e assim foi conquistando seu espaço.

Herói nacional

Mesmo sendo tão famoso no nosso país, Senna sempre continuou a mesma pessoa. Humilde e querido por todos os seus amigos, familiares e fãs, ele sempre dava um jeito de atender a todos e fazer o bem. Não o vi correr, mas admiro muito a carreira que construiu e também pela pessoa que foi.

Um ídolo nacional que começou sua carreira no kart, assim como a maioria dos pilotos profissionais, e que sempre gostou de praticar esportes. Parece que está no nosso DNA a vontade de ser piloto e, ao mesmo tempo, ser um amante de todos os esportes. Senna também era assim. Sempre praticou todos os esportes possíveis e se arriscava mesmo nos que não era muito bom, como no futebol.

Passando depois pela Lotus, McLaren e Williams, o piloto já colecionava vitórias e entrava para a história como o melhor piloto de Fórmula 1, até hoje. Atualmente um Instituto leva o seu nome e ajuda muitas pessoas, além de manter o seu legado e propagar suas ideias. Ayrton Senna nunca será esquecido!

 

Leia mais sobre: Austin Dillon